XVI Jantar Solidário PortoCCD

Despedida de D. Américo no Porto

22 de março de 2019
D. Américo Aguiar despediu-se do Porto, no XVI Jantar Solidário do PortoCCD, que juntou cerca de 700 pessoas, em situação de fragilidade. Foi ordenado no dia 31 de março, bispo de Lisboa, na Igreja da Trindade.
Perante um pavilhão repleto para o jantar oferecido pelo centro cultural e desportivo dos trabalhadores da Câmara Municipal do Porto (PortoCCD), D. Américo Aguiar despediu-se da cidade, dizendo que “o coração de uma pessoa do Porto é um coração solidário, sempre presente”.

“Tenham a certeza de que não vos levo no coração para Lisboa, porque isto não é bem assim. Não levo ninguém no coração para Lisboa. O nosso coração é o mesmo, é o coração de alguém do Porto e o coração de uma pessoa do Porto é um coração solidário. Nós não descansamos enquanto alguém precisar da nossa oração, da nossa partilha, da nossa generosidade. São assim as gentes do Porto”, afirmou o novo bispo de Lisboa, perante cerca de setecentas pessoas carenciadas que participavam no jantar solidário, o último ato público de D. Américo, no Porto.

No dia do falecimento de sua mãe, Américo Aguiar fez questão de estar presente no encontro, no qual participou diversas vezes.

“Gostaria de estar convosco de um modo especial esta noite inteira. Mas infelizmente existem estes dois sentimentos: este coração partido entre o amor a cada um de vocês e a mãe que faleceu. Por isso vos peço perdão por não estar de coração pleno aqui, neste momento, com cada um de vós”.

Nas palavras que dirigiu às pessoas da cidade, através das centenas de pessoas com quem jantou, afirmou que “da parte que nos cabe, da Igreja, do Estado, dos privados, faremos tudo o que está ao nosso alcance para que cada um de vós seja feliz, seja capaz de sorrir, e, acima de tudo, rezemos uns pelos outros para que Deus aconteça”.

Fonte: Rádio Renascença

Adicionar comentário